quinta-feira, 23 de setembro de 2010

OUTONO - DESACERTO!



Se,
pudesse ter rosas no jardim da minha casa, para oferecer-te,
eu gostava do Outono;
Se,
pudesse ver no mar a cor do céu, a cor dos teus olhos,
eu gostava do Outono;
Se,
pudesse ver a Lua quando, na noite escura, te beijo com paixão,
eu gostava do Outono;
Se,
pudesse ver estrelas, numa tarde de Sol, quando te sonho,
eu gostava do Outono;
Se,
pudesse ver em ti a minha musa, na inspiração da tua imagem, quando nos perdemos nas ondas do mato verdejante, na serra da minha terra,
eu gostava do Outono;
Se,
pudesse pintar a beleza do teu corpo desnudado,  num campo de flores,
eu gostava do Outono;
Se…


Disseste que gostas do Outono. Que é mesmo a tua estação preferida!

Gostas do Outono, gostas dos dias a diminuir, dos dias cinzentos, das nuvens do entardecer, do pôr-do-sol pardacento, das folhas secas, da vida caída, do desnudar das árvores, dos campos grisalhos, dos jardins vazios, da antevisão do ocaso …

Eu, no oposto, não gosto do Outono, gosto da Primavera, dos dias a crescer, do nascer do sol, dos dias de luz, do renascer da natureza, do rebentar das folhas, do vestir das árvores, dos campos verdejantes, dos jardins floridos, do amanhecer da vida …

Duas imagens em confronto: dum lado, a juventude que sabe que pode admirar a natureza morta, ver encanto no ocaso do dia, viver o presente, sonhando o amanhã, sem ter medo do futuro; do outro, na antevisão dos medos da decadência, o desejo de nascer todos os dias, viver cada dia como se fosse uma vida, admirar a natureza em todo o seu esplendor, sentir a esperança do amanhã, mesmo quando se vive na desesperança do hoje…

Temos os sentidos trocados: tu, que és Primavera, gostas do Outono; eu, que sou Outono, gosto da Primavera!

Neste desacerto de sentimentos, uma certeza, gostas do Outono, gostas de mim… eu sou o Outono da vida!


Quinta do Anjo, 22 de Setembro de 2009

Carlos Manuel Fernandes Gonçalves


(Repetido, sim, porque todos os anos há desacertos nos Outonos da vida... porque este ano tenho rosas no jardim do meu Outono).


9 comentários:

Fatima disse...

Vc sempre tão lindo!
Eu fico tão radiante na primavera que nem mesmo eu entendo, mas o outono me acalma e me deixa mais introspectiva( coisa rara na minha personalidade).
Gosto das duas estações e gosto ainda mais de vc!
Bjs.

Vivian disse...

...ah meu poeta,

se eu pudesse atravessar o
oceano não somente com
meus pensamentos, com
certeza levaria meus
beijos de primavera
n'alma da tua
poesia.

encantas-me...

Graça Pereira disse...

Antigamente...não gostava do Outono! Achava que não condizia comigo...
Aprendi que o Outono, tal como o Inverno têm uma pureza que trazem ao mundo um repouso maravilhoso.
As folhas caindo cantam em notas douradas, uma sinfonia idealmente bela... A Natureza apenas adormece mas...no seu seio, quanto mistério...quanta vida a fervilhar...para nascer de novo...
É o tempo de gestação...Entendo agora o tempo e a natureza de um outro modo...talvez, com um certo respeito e admiração.
Lindo o teu poema de Outono porque...o Outono é mesmo lindo!
Beijo
Graça

Carmo disse...

Se eu fosse uma ave seria uma gaivota, para no teu barco poisar...
Beijos poeta e boa semana

Lídia Borges disse...

"Se,
pudesse ter rosas no jardim da minha casa, para oferecer-te,
eu gostava do Outono"

Carlos,
se o Outono é envelhecimento
porque não pode uma rosa ser um olhar ou um beijo?
O tempo, como o Poeta, não envelhece. Depois de cada Inverno, uma nova Primavera floresce, depois de cada "desacerto" um novo caminho se abre.

Deixo... uma flor!

L.B.

intervalo disse...

A Primavera chegou aqui,trouxe a chuva,sinto cheiro de terra molhada,os passarinhos cantam felizes,minha alma fica mais leve,as sementes vão germinar renovando a natureza,as rosas no jardim exalam seu perfume...Gosto do Outono gosto de ti,nos desacertos das estações é sempre encantador rever teus escritos poeta querido.Da minha Primavera com carinha de menina travessa,para seu Outono,beijoss com carinho,querido Carlos.Lia...

Graça Pereira disse...

Fico á espera do "teu" destino...
Beijo e boa semana.
Graça

Vivian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Linda Simões disse...

Carlos,

gosto das quatro estações do ano. Mas confesso que o verão...Ah, o verão!Sol,mar,férias!

...

A primavera então, com todas as flores, de todas as cores...

...

O outono... Ah! o outono tem todo esplendor , com os dias a diminuir,com os campos grisalhos...


O inverno,com seus dias frios,com a água a cair... O chocolate quente!(Ah! chocolate!)...

...


Pois,conheci Portugal no verão!Setúbal,Fátima,Alcobaça,óbidos,Jerônimos,praias etc. Tudo muito lindo.


...


Um bom final de semana junto à família.


Obrigada pela visita e pelas palavras ,


Linda Simões