sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

GOTA DE ÁGUA!




Gostava de ser gota de água, pousar e entrar em ti, através do lago dos teus olhos!

Ser gota, riacho, rio e mar, ser a tua água, o mar ameno do teu corpo, um oásis no deserto de ti.

Ser o oceano do teu interior, deslizar nas margens dos teus sonhos, percorrer a distância dos teus afectos, desaguar nos teus canais em ondas de esperança, adormecer saciado na enseada do teu ser…

Ser a água da tua sede, o alimento da tua fome, o sossego da tua tempestade, a calmaria do teu espírito… Deixar a tua alma voar em mim, em fantasias descuidadas, nas vivencias da paixão, perfumar-te o coração em banhos de amor, beijar-te a vida num abraço sem fim!

Espraiar-me no fascínio da ilha de ti, fazer da tua areia o meu leito, prender-te nos meus braços de mar chão, acariciar-te na meiguice das minhas ondas, beber-te o corpo na avidez da espuma dos meus desejos, amar-te, com loucura, no esquecimento da vida.

Gostava de ser uma gota de ti, meu amor, para poder ser teu!


Quinta do Anjo, 19 de Fevereiro de 2009

Carlos Manuel Fernandes Gonçalves

18 comentários:

Vivian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vivian disse...

...ahhhh
que dom é este que lhe permite
brincar com as palavras,
como as ondas brincam na areia
da praia!!??

és gota de ternura, poeta!

beijo imenso!

Graça Pereira disse...

Para um poeta - escreveu Júlio Verne - uma pérola é uma gota do mar.
Para ti as gotas de água são também pérolas com que enfeitas o colo de uma mulher... O coração das coisas mora fundo e o do amor, ainda mais.
Beijo
Graça

Graça disse...

Acho que já te disse que a tua escrita está cada vez mais bela. Gotas de inspiração... onde a bebes, querido Carlos? Na Fonte de Hipocrene?


Um beijo doce, no carinho, querido Poeta.

Carmo disse...

Querido Carlos depois de ler os comentários, achei que só iria repetir as palavras das pessoas que te admiram e que admiram a tua poesia, por isso fico-me por aqui.
Espera, não encaminho-me para o riacho, que vai dar ao pequeno lago que por sua vez leva-me ao rio, que me junta ao Oceano onde me encontro com ninfas.
Saudades dos teus poemas? Muitos.

Beijinhos

Carmo

Carmo disse...

Querido Carlos depois de ler os comentários, achei que só iria repetir as palavras das pessoas que te admiram e que admiram a tua poesia, por isso fico-me por aqui.
Espera, não encaminho-me para o riacho, que vai dar ao pequeno lago que por sua vez leva-me ao rio, que me junta ao Oceano onde me encontro com ninfas.
Saudades dos teus poemas? Muitos.

Beijinhos

Carmo

Lídia Borges disse...

Cada vez mais bonitos, mais poéticos os seus textos transbordantes de poesia, em fonte de água pura.

Um beijo

Sonhadora disse...

Carlos
Lindo texto, embrenhei-me nele, muito lindo.

Gostava de ser uma gota de ti, meu amor, para poder ser teu!

Belo

Beijinhos
Sonhadora

intervalo disse...

Mágico,como a chuva cai aqui neste momento.Lendo e relendo,senti uma agradável sensação e pensei,como são felizes os poetas extravasam com elegância inquietude de suas almas.Carlos meu querido,mais uma bela obra,parabéns.Beijoss meu.Lia...

Delirius disse...

"Gostava de ser uma gota de ti, meu amor, para poder ser teu!"

Está aqui a essência de todo o teu sentir...!
Sabes que já passei por aqui milhentas vezes, não sabes?! Também sabes que não sou escritora, assim sendo, nem sempre consigo chegar aqui e dissertar, em cima do acontecimento, sobre cada palavra, casa frase, cada parágrafo..., como tu sabes que eu gosto!
Cada frase tua é uma tela, cada palavra as cores da imagem que esboçaste.
Hoje, com a tranquilidade que me mereces, sentei-me aqui, por tempo indefinido a contemplar esta exposição de arte assinada por ti, em que a mulher que te inspirou é o mundo dentro de ti. Porque a percentagem de agua no mundo é imensa..., tal como este amor que tomou conta de ti.
É encantadora a ternura com que te descreves aqui.
Gotas de água no coração de ti :))
Está fabulosa esta tua prosa poética.
Beijos meu querido.
M.

Delirius disse...

Tenho este mau hábito de nunca reler o que escrevo antes de enviar,volto para pedir desculpa do mau português, de tantos ti(s) e aqui(s), lollll...
Cansaços..., não repares!...
Mais beijos, :)))))

Vivian disse...

...como suave brisa de um
entardecer,
deixo beijos ao meu amado
e doce poeta de além mar.


sssmacksssssssssssssss

Fatima disse...

Gostava de ser gota de água, pousar e entrar em ti, através do lago dos teus olhos!

Vc sempre tão lindo!
Bjs.

Delirius disse...

...!!!??? eu posso saber onde andas tu a vadiar, amigo ingrato :((((( olha eu aqui toda chorona sem saber de ti.. humm...
Beijos.

Vivian disse...

...por anda o poeta
que a tantos encanta
no caminho?

em que paragens se encontra
sem dar conta da falta que
faz por aqui?

se for somente para abastecer
a bagagem de ricas inspirações
posso esperar mais um pouquinho.

a vida inteira, tá bom?

beijo imenso desde o Brasil
com um pezinho no outono.

Confesso disse...

Seu poema me entra pelos poros invadindo-me por completo, sacia minha alma com terna calmaria...

Doce Carlos sempre um prazer enorme ler você.

Beijos sem fim...

Lídia Borges disse...

De como numa gota se pode derramar todo o ser...

Um beijo

Delirius disse...

Carlos, tu sabes que estou preocupada contigo, não sabes meu amigo?!

Abraço-te