segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

UTOPIA



Chegaste!

Vieste do tempo ou do nada, chegaste sem te chamar, entraste sem avisar.

Lembro-me do dia em que apareceste, um dia cálido, era estio, fantasma ou sereia da serra, e te instalaste, quase sem dar por isso, no recanto do meu ser, silenciosamente, como uma brisa passada por entre as frinchas da minha janela.

Entraste na minha vida, uma luz translúcida na opacidade do vazio, fiquei fascinado no sentir da tua figura omnipresente, na imagem do teu sorriso sonhado, na meiguice da poesia da tua voz, na doçura do virtual dos teus lábios…

A tua presença veio trazer-me prados em flor, serras de matos sedosos, asas para voar no quimérico do infinito, esperança de dias a amanhecer, oceanos agasalhados em beijos, mas trouxe-me, também, mais inquietude ao meu desassossego, perturbou-me o espírito, incendiou-me a alma.

Não sei quem és! Não sei se encenas o passado ou o futuro da minha vida, na minha angústia de hoje, eu sei, és ilusão na paixão, és apenas utopia!

Num dos próximos dias, tal como chegaste, vais ser nuvem e desaparecer. Vais levar contigo o onírico de mim, o fogo do vulcão com que me abrasaste o coração, a lava vai ser pedra fria, no abandono do abraço dos sentimentos, no fim do prazer dos sentidos… Vou quedar-me tição apagado, no crepúsculo da ausência, vento uivante, na tempestade da alma, paixão esquecida, no anoitecer da vida.
Nesse instante, vou colocar-te no sidéreo do meu universo, uma estrela no firmamento de estrelas, uma luz que eu possa ver nos dias da minha escuridão, nos gritos do meu ser, nas noites de saudade…



(Partiste! Folha solta, levada pelo vento… Era Outono!)


Quinta do Anjo, 9 de Dezembro de 2009

Carlos Manuel Fernandes Gonçalves

35 comentários:

Graça Pereira disse...

Alegoria lindissima em que já não sabemos se falas da natureza ou de uma mulher...se é seiva ou sangue a ferver-te nas veias...se é o ruído das folhas a cairem ou se é o teu coração que bate mais depressa ao compasso da paixão...Utopia? Bendita seja ela capaz de transformar dias de Inverno em dias, tades e noites ainda quentes de Outono, incendiando a alma nas mesmas cores da paisagem... Maravilhoso!
Um beijo doce
Graça

Fatima disse...

Olha Carlos,
lindo dimais da conta!
Tomara que não seja somente uma utopia e que vc possa viver intensamente esta paixão.
Bjs

Confesso disse...

Belíssimo texto, maravilhoso...

Ah... Carlos, quantas vezes vivemos uma utopia e, esta nos faz bem não é mesmo? Quantas vezes somos aquecidos com a ilusão do ter e ser... Seu texto traduz com exatidão o que sinto não raras vezes...
Bravo! Teces palavras como ninguém!

Beijos carinhosos... T

Doroni Hilgenberg disse...

Carlos,
Que texto maravilhoso.
feliz daquele que se perde em sonhos oniricos porque sonhar
( mesmo acordado) é viver!
bjs

Graça disse...

Tão lindo, este teu texto! Cheio de imagens poéticas belíssimas.

"Vais levar contigo o onírico de mim...", ninguém nos rouba os nossos sonhos, querido Carlos.


Um beijo imenso de carinho.

Doroni Hilgenberg disse...

Carlos,
Sobre o teu comentario em " MUNDO CÃO"
Sabe,embora eu também ache que o futuro esta na educação de nossas crianças, ao mesmo tempo eu penso que enquanto haver tantos privilegios, impunidade e imunidade parlamentar, gerando este circulo vicioso entre os politicos que se perpetuam no poder, nada vai mudar.
Só mesmo uma revolução.
bjs

intervalo disse...

Carlos,saudades!obrigada pela tua presença,sempre encantadora.As melhores coisas chegam sem avisar,nos levam aos céus.Teu texto é belo.


Boa noite,com calor do meu carinho.Beijos.Lia...

Lídia Borges disse...

Carlos, este é sem dúvida um excelente texto!
Lê-lo é viajar pelas sendas do sonho e desembocar numa realidade que se impõe pela força da sua inevitabilidade.
Mas... Quem poderá privar-nos da euforia do voo, enquanto ele durar?

Um beijo

Faces de Mulher disse...

Saudade...
Sentimento que arde...
Que queima e dói...
Nas suas constâncias a madrugada é atingida...
Em silêncio inundam os olhos...
Torturamos os corações...
Este lindo poema me traz a lembrança de alguém que partiu...
Não desta vida...
Mas de minha vida...
A flor murchou a vida continuou...
Mas a saudade nunca adormecida...
Jamais se curou...
Um lindo dia meu AMIGO Carlos!!!
BJKS
Chrys
;)
Agradecida pelo comentário

Vivian disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vivian disse...

...Quem é você que amanhece
minha noite e faz madrugada
nos meus pensamentos?

Quem é você que amanhece meu
dia, anoitece comigo
ou deixa-se sentir?

Quem é você que sinto
desconhecer meus sonhos
ou neles imagino
quem és?

Em você viajam meus pensamentos,
onde...novamente volto a
te imaginar.

Quem é você que fere e em
presença trás a paz?

Quem é você que cala e
em silêncio é amor?

Quem é você que entra
e plena me faz?

Ainda que não o veja sinto-o!

Ainda que não o conheço de
verdade...Amo!

Ainda que não te toque
sinto o teu calor.

Ainda que não me fale...pergunto:

Quem é você?

Bj, belo poeta!

Graça disse...

Um beijo de carinho [e doce :)], para o teu fim de semana, querido Carlos.

[Obrigada]

intervalo disse...

Carlos,Bom dia...mesmo que chova,faça frio,desejo-lhe um final de semana radiante como esta manhã tenho aqui,obrigada pelo teu carinho.Beijosss meus.Lia...

Vivian disse...

...querido poeta do meu coração,

trago-lhe meus carinhos
e deixo uma mensagem que diz:

Paz
__________________União
_________________Alegrias
________________Esperanças
_______________Amor.Sucesso
______________Realizações★Luz
_____________Respeito★harmonia
____________Saúde★..solidariedade
___________Felicidade ★...Humildade
__________Confraternização ★..Pureza
_________Amizade ★Sabedoria★.Perdão
________Igualdade★Liberdade.Boa-.sorte
_______Sinceridade★Estima★.Fraternidade
______Equilíbrio★Dignidade★...Benevolência
_____Fé★Bondade_Paciência..Gratidão_Força
____Tenacidade★Prosperidade_.Reconhecimento
(¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´× (¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´×(¨`•.•´¨)
(¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´× (¨`•.•´¨). ×`•.¸.•´×(¨`•.•´¨)
CAMPANHA: VAMOS FAZER ESTA ÁRVORE CIRCULAR
NOSSO ATÉ O FIM DO ANO PARA ENERGIZAR 2010!!!

Bom fim de semana, querido!

Carmo disse...

Aos meus pés a toalha líquida do rio. A plena serenidade na doçura do entardecer. Ao longe o recorte ondulante das montanhas. Mais perto o sonho materializado no voo de um pássaro (uma gaivota?). Duas asas que riscam o cinzento do fim do dia e vão além, mais longe, sempre mais além, como os sonhos…
E tu a meu lado. Sinto a carícia do teu olhar. Que encontrarás em mim? Que mistérios tentas desvendar?
A luminosidade clara dos teus olhos deixa marcas na minha sensibilidade. Parecem (os teus olhos) duas lagoas. Estão serenos, tranquilos mas nostálgicos como aquele findar de tarde. Quero que o tempo se prolongue, que pare, que fique suspenso. Mas eu sei que a realidade é outra, que o tempo avança. Quero beber aquela doçura toda, mergulhar na luz dos teus olhos, aproveitar ao máximo a beleza que me rodeia, a tranquilidade que vem de ti e sinto que não vou ter tempo.
Desespero.
Como o bicho-da-seda, meto-me no casulo da minha timidez desnecessária e incompreensível e deixo que o tempo passe sem dizer o que sinto, o que quero dizer, sem beber do mel da tua tranquilidade.
Quero avivar este sentimento, repeti-lo, usufruir dele na plenitude. E haverá tempo?
Estou outra fez em contagem decrescente. É outra vez fim de tarde, mas agora diferente. Chove, faz frio, mas eu sinto-me aquecida por dentro.

Tem um bom fim-de-semana querido Carlos

Fatima disse...

Oi meu querido Carlos,
vim desejar um feliz Natal e um ano novo cheio de realizações para vc e toda sua família.
Bjs.

Confesso disse...

Saudades...

Beijo cofesso...

Doroni Hilgenberg disse...

Carlos
Obrigada pela passagem em minha trova de Natal.
Fico feliz com sua presença constante e seu carinho que fortalece.
E que esse Natal seja o mais feliz de todos

bjs

Lídia Borges disse...

Carlos, venho agradecer as suas palavrase deixar votos de um Santo Natal!

Um beijo

Vivian disse...

...querido poeta que amo,


Natal é Paz, Natal é Amor,
Natal é Luz de nome JESUS!

...à você que caminhou comigo
por todo este tempo, e que
por isso considero um amigo
especial, um irmão de caminhada
nesta jornada terrestre,
à você que comigo "trocou"
tantos pensamentos e idéias
do bem,
quero deixar meus sinceros desejos
de que tenhas um maravilhoso NATAL!

um beijo!

Carmo disse...

Querido Calos que te desejar nesta quadra que atravessamos? Todos dizemos Paz, Amor, Saúde, Felicidade, não é verdade? É claro que desejo isso tudo para ti e para todos os teus, mas desejo também continuar a ler as "Travessas - A minha Terra".

Beijinho

Carmo

Delirius disse...

Fantástico, meu querido!
Fantástico!
O teu mais belo abrir de coração!

"Vieste do tempo ou do nada, chegaste sem te chamar, entraste sem avisar."
É sempre assim, eu sei como é, chega sempre sem avisar..., entra pelas frinchas da janela da nossa alma, aquelas que nos esquecemos de mandar reparar..., mas aquele chegar manso e doce é bom, desssossega mas faz bem, e então a gente deixa que se instale, não há como repudiar uma coisa que nos faz tanto bem (e às vezes tanto mal). Rouba-nos o sono, mas acalenta-nos no amanhecer. É como um remédio energizante, "ler" e logo sentir o primeiro beijo da manhã... e a gente sai para mais um dia caminhando sem sentir os pés tocando o chão, com vontade de dizer bom dia a quem passa... (à nossa volta todo o mundo passa de rosto fechado, lábios crispados, olhar desconfiado, tristes e infelizes ou zangados, olhando-nos com desdém ou raiva, não sei bem... querendo ser felizes como nós e sem saber como fazer!... eu gostava de lhes poder dizer: não precisa fazer nada, precisa apenas
..."ser"!

Só pode ser sentido tudo quanto escreveste, tal a intensidade com que o dizes.

Esta, é a mais linda carta de amor que eu já li.

Parabéns meu querido!
Tem festas felizes!

Beijo doce

Vivian disse...

...trago beijos de verão
ao coração do meu doce
poeta de além mar!

Graça Pereira disse...

E o tempo rolou e o ano chegou ao fim... Depois de tudo, o melhor das nossas vidas encontra-se no coração dos nossos amigos.
Um 2010 muito feliz!
Um beijo.
Graça

Graça disse...

Então, querido Carlos??? Nada de novo, para terminar o ano em beleza?

Deixo-te um beijo doce, com sabor a café :).

Volto, antes do final do Ano...

intervalo disse...

Querido Carlos,ano vai despedindo-se,assim como o dia,deu lugar à noite que está nublada sem o brilho das estrelas,diria que está melancólica,talvez já sinta saudades,como disse ....


Mário Quintana


Bendito quem inventou o belo truque do calendário, pois o bom da segunda-feira, do dia 1º do mês e de cada ano novo é que nos dão a impressão de que a vida não continua, mas apenas recomeça...

Carlos,beijoss com meu carinho,na tua noite fria.Lia...

Clara Margaça disse...

Carlos, deixei-lhe um desafio no meu blogue, algo diferente do habitual, se quiser aceitar...

Se até lá não falarmos,

desejo que o brilho da Estrela do Oriente ilumine o seu ano de 2010.

Um beijo,
Clara

Vivian disse...

...meu doce poeta,

...hoje não venho aqui para comentar seu post,
e sim para virtualmente lhe deixar
o meu carinho e o meu abraço
desejando-lhe TUDO e NADA.

TUDO de bom,
e NADA de ruim neste 2010
que desponta com ares
de amor e paz!

e assim será!!

um beijo de verão!

intervalo disse...

Carlos meu querido,desejo que tenha um ano de inúmeras alegrias,paz,saúde,amor e embriagado de paixão.Beijosss meus.Lia...

AFRICA EM POESIA disse...

CARLOS

Feliz Ano Novo

NOVO ANO

Novo Ano
Nova Vida
Nova Esperança ...
Novo Recomeçar ...

E neste Ano

Eu quero
Nova Vida
Nova Esperança
Novo Renascer ...

Com a certeza
Que se quisermos
Podemos fazer
Deste Ano ...

Um Ano Novo
Um Ano Melhor! ...

LILI LARANJO

Um beijo

Graça Pereira disse...

Carlos
Que aconteceu? Ficaste perdido em 2009? Está tudo bem contigo?
Espero bem que sim. Sinto falta da tua poesia e da tua amizade.
Um beijo
Graça

lagrima disse...

Pronto, já sei!!!!
Hum.... não te perdeste não....;))
Espero que estejas muito feliz, amigo.

Beijos

AFRICA EM POESIA disse...

Vim deixarum beijinho e... bom ano

Doroni Hilgenberg disse...

Oi Carlos,
Tudo bem? Sumiste do mapa e da história?
Espero que este ano lhe seja benefico e inspirador.
bjs

Graça disse...

Carlos, querido Carlos, volta!


Um beijo cheio de carinho.