domingo, 6 de dezembro de 2009

DESGARRADAS - SENTIMENTOS DISPERSOS



TEU CORPO - MAR

Nas ondas do teu corpo,
Minha alma a naufragar.
Fundura,
Loucura,
No desvario de amar.

No mar dos desejos,
A âncora soltei…
Dos sonhos,
Dos beijos,
Do corpo que amei.


Quinta do Anjo, 27 de Novembro de 2009

Carlos Manuel Fernandes Gonçalves





CANTO AO ENTARDECER

Cantas melro, nestas horas,
Em cima da árvore fria.
Cantas ou será que choras!
Conheço-te bem o cantar,
Não te conheço o chorar.

Também canto com decoro,
À espera da noite fria.
Canto ou será que choro!
Conheço-me bem a chorar,
Não me conheço a cantar.

A vida é desgarrada,
É apenas desencanto.
Nesta certeza do nada,
Podes apagar o calor,
Não podes calar o amor.


Quinta do Anjo, 2 de Dezembro de 2009

Carlos Manuel Fernandes Gonçalves


PLANICIE

Na planície do teu ser,
Desnudo o teu corpo de mulher.
Sou natureza:
Oliveira,
Pureza...
Sou poeira,
No mar
Do teu leito,
Onde me deito.

Quinta do Anjo, 5 de Dezembro de 2009

Carlos Manuel Fernandes Gonçalves

12 comentários:

Vivian disse...

...Csrlos meu querido,

seus posts são simplesmente
encantadores.

beijo tua alma de poeta!

tenha uma linda semana
repleta de muitas inspirações!

também gosto muito de você, moço!

Graça disse...

Um tríptico, naturalmente pintado pela tua poesia.

Gostei de cada um, assim como quem gosta...

Um beijo de carinho, querido Carlos.

Fatima disse...

O amor é grande e cabe nesta janela sobre o mar. O mar é grande e cabe na cama e no colchão de amar. O amor é grande e cabe no breve espaço de beijar.
Carlos Drummond de Andrade

Muito lindo seus poemas.
Bjs.

Lídia Borges disse...

Um belo conjunto de pequenos poemas, mas não de poemas pequenos...

Sensibilidade, leveza, coração...

Um beijo

Camila Fontenele disse...

Olá, e fazia algum tempo que não passava por aqui!
Algo me chamou muita atenção, todos esses poemas, mas há aquela frase que fica gravadinha: "Na planície do teu ser"..

Um tanto profunda!

Beijo!

Carmo disse...

Meu amigo, tudo em ti é sensibilidade, harmonia, paixão.
Obrigada por existires.
Obrigada pela tua poesia

Beijinho


Carmo

Graça Pereira disse...

A natureza, os sentimentos, as palavras, tudo junto, extravazam as margens onde teu barco ancorou á procura de ti mesmo... Encontraste-te??
Um beijo e boa semana.
Graça

Confesso disse...

Carlos...

Mar de desejos, sonhos, beijos... Não poder calar o amor,desnudando o corpo da mulher amada...

Lindo e perfeito, uma delícia ler você!

Beijos Confessos...

Vivian disse...

...adoro suas palavras
lá em casa.

adoro!!!

smacksssssssss, lindeza!

Doroni Hilgenberg disse...

Oi Carlos,


Seus poemas trazem singelas verdades entre sentimentos e amores dispersos nas fundura
dos mares da vida.
bjs

Graça disse...

Querido Carlos,

Um beijo doce para a tua semana.

Delirius disse...

Gosto de ler-te assim!

Num abraço bem apertadinho, o meu beijo carinhoso.

Sorriso grande :)))))